Planos de saúde ficam até 25% mais caros em 2024 – Entenda

No ano de 2024, os aposentados e beneficiários de planos de saúde foram surpreendidos com reajustes significativos em suas mensalidades. Os valores dos convênios médicos aumentaram consideravelmente, chegando a até 25% em alguns casos.

Esse aumento deixou muitas pessoas preocupadas e buscando entender os motivos por trás dessa elevação nos preços.

Neste artigo, abordaremos o que causou o aumento nos custos dos planos de saúde, quem determina os reajustes e quais são as expectativas para os próximos anos. Continue a leitura e saiba mais!

Por que os planos de saúde ficaram tão mais caros?

Diversos fatores colaboram para o aumento do valor dos planos de saúde, inclusive a idade, fazendo com que idosos paguem mais caro. (Fonte: Edição/Jornal JF)
Diversos fatores colaboram para o aumento do valor dos planos de saúde, inclusive a idade, fazendo com que idosos paguem mais caro. (Fonte: Edição/Jornal JF)

No decorrer de 2024, muitas pessoas observaram um aumento nos valores de seus planos de saúde. Isso se deve a diversos fatores que impactaram diretamente nos custos dos convênios médicos.

Primeiramente, as empresas aplicaram um reajuste que excedeu a inflação medida pelo IPCA para o setor da saúde, a qual ficou em 11,52% no período. As operadoras justificam esse aumento como reflexo do crescente custo médico-hospitalar, alegando prejuízos bilionários acumulados nos últimos anos.

Leia mais: Calendário de Pagamentos do INSS: Entenda as Datas e Como Consultar Seu Extrato

As pessoas, principalmente os idosos, foram pegos de surpresa ao perceberem que os reajustes de seus planos de saúde superaram em muito a média da inflação. Dessa maneira, em alguns casos, os valores das mensalidades aumentaram em até 25%, gerando preocupações financeiras e incertezas sobre o futuro.

CLIQUE AQUI e receba as principais notícias do JORNAL JF pelo WhatsApp

Reajuste do plano tem teto? Quem define até quanto pode subir?

Um aspecto importante a ser considerado é que os reajustes dos planos de saúde variam de acordo com a modalidade do convênio. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) define o teto de reajuste para os planos individuais e familiares, contratados diretamente pelos beneficiários. Em 2024, a ANS limitou esse aumento a 9,63%, contrastando com os reajustes observados em alguns planos coletivos.

Leia mais: Mudanças Potenciais no BPC: Fique por dentro de todas as informações

Em relação aos planos coletivos por adesão ou corporativos contratados através de sindicatos ou empresas, as operadoras e as empresas contratantes negociam diretamente os reajustes.

Essa negociação flexível pode resultar em aumentos mais expressivos, como os observados nos planos da SulAmerica (reajuste de 25,8%), Bradesco Saúde (22,6%) e Amil (21,2%).

Por que o preço subiu tanto?

O aumento nos custos dos planos de saúde está relacionado a diversos fatores, dentre os quais se destacam a faixa etária dos beneficiários, a inflação e a sinistralidade. Assim, os reajustes levam em conta o aumento da idade dos beneficiários, que geralmente está associado a uma maior utilização dos serviços de saúde.

Além disso, os planos acompanham a inflação para garantir a manutenção dos serviços, considerando também a variação dos custos médico-hospitalares.

Leia mais: Oscar 2024: Onde assistir a filmes indicados?

A sinistralidade também influencia nos reajustes, medindo o quanto o plano é utilizado em relação ao valor pago. Ademais, com o aumento da demanda por exames, consultas e terapias, os custos assistenciais das operadoras cresceram significativamente nos últimos anos.

Além disso, a judicialização de casos agrava esse cenário ao garantir cobertura para procedimentos e medicamentos antes não cobertos pelos convênios médicos.

Veja Também:

ATENÇÃO: INSS vai PAGAR automaticamente VALORES na CONTA dos APOSENTADOS (Fonte: João Financeira TV).

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!
Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.