Supervazamento pode ter exposto seus dados; veja aqui o que fazer

Recentemente, especialistas em cibersegurança descobriram um incidente alarmante que está sendo considerado o mais extenso vazamento de dados na história da internet.

Este evento, apelidado de MOAB (Mãe de Todos os Vazamentos, em tradução livre), revelou a exposição de impressionantes 26 bilhões de contas globais, abrangendo uma vasta quantidade de 12 terabytes de dados pessoais.

Entre os dados vazados, encontram-se informações extremamente sensíveis, incluindo e-mails, números de telefone, senhas, nomes de usuários, endereços residenciais, números de cartões de crédito e documentos pessoais, compilados em um único e perigoso acervo.

No texto a seguir entraremos em detalhes deste acontecimento e como podem se proteger deste tipo de vazamento! Não perca!

Descoberta Preocupante por Especialistas

Supervazamento pode ter exposto seus dados; veja aqui o que fazer
Supervazamento pode ter exposto seus dados; veja aqui o que fazer (Fonte: Creative Commons – Reprodução Google)

A descoberta desse vazamento feita por Bob Dyachenko, um renomado pesquisador na área de segurança cibernética e fundador da Security Discovery, em colaboração com a equipe do CyberNews.

Leia mais: NOTÍCIA BOA: Aumento de R$92 Liberado para os Beneficiários do INSS – Veja Detalhes!

Uma análise mais aprofundada indicou que uma parcela considerável dessas informações: resultado da combinação de múltiplos vazamentos anteriores.

Isso, porém, não diminui a gravidade da situação, reforçando a necessidade de adotar medidas proativas para proteção de dados pessoais.

O Alcance do Vazamento

Os dados, localizados no Elasticsearch, uma plataforma de pesquisa baseada em banco de dados, onde estavam acessíveis a qualquer pessoa com conexão à internet.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Embora o link específico já tenha sido removido, a origem exata e os responsáveis pelo vazamento ainda são incertos. Especialistas acreditam que o incidente pode ter sido causado por corretores de dados ou empresas de segurança da informação negligentes.

Notavelmente, os dados expostos incluem registros de plataformas amplamente utilizadas, como Tecent QQ, Weibo, MySpace, Twitter, Deezer e LinkedIn, com números que vão de 1,4 bilhão a 251 milhões de registros afetados.

No Brasil, pelo menos 39 sites conhecidos foram impactados, incluindo grandes nomes como Riachuelo, Pernambucanas e a Universidade de São Paulo (USP), colocando inúmeros usuários em risco, especialmente aqueles que reutilizam senhas em diversos serviços.

Leia mais: Atenção: Quanto devo pagar de INSS para receber 2 salários? Confira

Estratégias de Proteção

Para verificar se seus dados foram comprometidos, os usuários podem utilizar uma ferramenta online oferecida pelo CyberNews.

Inserir o e-mail ou número de telefone fornecerá um resultado imediato sobre a exposição. Em caso positivo, é crucial tomar ações imediatas para salvaguardar suas informações:

  1. Atualize as senhas de todas as contas vinculadas ao e-mail comprometido para prevenir acessos não autorizados.
  2. Crie senhas fortes e únicas para cada serviço, combinando letras, números e símbolos, e considere o uso de geradores de senha para garantir maior segurança.
  3. Habilite a autenticação de dois fatores sempre que disponível, adicionando uma camada extra de proteção às suas contas.
  4. Seja cauteloso ao associar seu e-mail a sites, verificando sempre a autenticidade e segurança das páginas.

Leia mais: Atenção: Pagamento Melhor que 14º Salário liberado pela Caixa – Veja quem terá direito

Este vazamento serve como um alerta para a importância da segurança online e da proteção de dados pessoais.

É essencial que indivíduos e empresas adotem medidas preventivas e estejam sempre vigilantes contra potenciais ameaças cibernéticas, garantindo a segurança de suas informações pessoais e financeiras na era digital.

Veja Também:

LULA e INSS NÃO vão PAGAR ADIANTAMENTO de 13 SALÁRIO em 2024? VEJA AGORA! (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.